NOTA DE REPÚDIO AO PSB-DF

/, Notícias/NOTA DE REPÚDIO AO PSB-DF

NOTA DE REPÚDIO AO PSB-DF

By | 2018-08-10T18:30:13+00:00 sexta-feira, 10 de agosto, 2018|Inicio, Notícias|0 Comentários

Brasília, 10 de agosto de 2018.

O Sindicato dos Delegados de Polícia do Distrito Federal – SINDEPO e a Associação dos Delegados de Polícia do Distrito Federal – ADEPOL, considerando os termos da absurda Nota divulgada, nesta data, pela Executiva local do PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO – PSB, vêm a público para, manifestar repúdio pelo enorme desrespeito para com a conceituada Instituição de ESTADO, Polícia Civil do Distrito Federal e seus comprometidos, sérios e dedicados servidores.

A acusação de controle deste sindicato sobre investigações é absolutamente desconectada da realidade tanto pelo controle jurisdicional realizado sobre as investigações, como pelos recentes fatos políticos, nos quais este sindicato chegou a pedir a exoneração do Diretor-Geral da Polícia Civil, em cumprimento de assembléia unânime, o que demonstra o distanciamento desta entidade da administração.

Todas as investigações criminais levadas a efeito pela Polícia Civil do Distrito Federal são promovidas por meio de instrumento legal, cujo controle é exercido pelo Poder Judiciário e pelo Ministério Público, e todos os atos dela decorrentes necessitam da ratificação judicial para sua concretude e execução.

Isso exige tramitação desses procedimentos entre os órgãos que compõem o sistema de justiça criminal e a Polícia Civil é, e sempre foi, extremamente criteriosa e com rígido controle, quanto ao efetivo bloqueio de qualquer vazamento de informações sigilosas. Assim, imputar levianamente à PCDF vazamento ilegal desses fatos parece ser fruto de uma manifestação meramente política de defesa dos envolvidos nos crimes investigados.

É função constitucional da Polícia Civil investigar crimes, sejam praticados por pobres ou por poderosos, não estando integrantes do governo acima da lei.

Por essa razão, governantes corruptos vêm ao longo da história desaparelhando as Polícias Civis, visando com isso diminuir os riscos de elucidação de seus malfeitos, cortando investimentos e permitindo a diminuição de seus quadros a níveis alarmantes.

É fato que a desidratação da Polícia Civil é o caminho sem volta para a estruturação das organizações criminosas, inclusive as de colarinho branco que atuam em ambientes palacianos.

Nesse diapasão, o sucateamento da Polícia Civil promovido pelo atual governo é muito grave, mas ,mesmo assim, a instituição de ESTADO continua de pé e atuante, mostrando que é maior que qualquer governo.

Lastimavelmente manifestações irresponsáveis, inconsequentes, alheias à realidade dos fatos e ao histórico da Polícia Civil da Capital da República do Brasil, parecem mais com chulas estratégias de defesa, que buscam desacreditar a prova atacando o investigador, do quê uma declaração que mereça alguma consideração.

É surpreendente que a Executiva do Distrito Federal do PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO – PSB/DF demonstre tamanho menosprezo e desrespeito aos quadros de servidores de uma instituição das mais respeitadas no País, que é a Polícia Civil do Distrito Federal, e a sociedade, que é perfeitamente capaz de tirar as suas conclusões dos fatos.

A população do Distrito Federal deve estar orgulhosa de ver a sua polícia judiciária atuar desimpedida e voltada apenas ao interesse público, independente dos alvos serem ou não, influentes e/ou poderosos.

As Diretorias.

Sobre o Autor:

Deixar Um Comentário